19.8.09

DESENCONTRO



E o futuro não chegou
Não veio afinal
Aquele algo mais
Que imaginava a uma hora atrás
O avanço
O crescimento
O movimento
O inesperado
A revelação
Que aquece o outro
O que enriquece
A experiência vital
Tudo desaparece
Como coisa morta
Não haverá uma próxima vez
Um encontro
O encanto da alma nua
A surpresa
A intimidade
A soma
Some na poeira do tempo

Um comentário:

l_etrusco disse...

A vida é um desencontro de econtros; isso me leva à 'missa do galo' de machado de assis, onde se pode constatar o quanto a noite é permissiva,lasciva, amoral, libidinosa, 'prenhe' de sensualidade: o que ela nos permite dizer ou fazer, nao diríamos nem faríamos à luz do sol...
A net, como a noite nos proporciona "encontros" e "desencontros", o que se diz online nao se tem coragem de dizer face to face e assim num redemoinho de contatos,num momento o amanhã que vc pensou haver chegado se desfez, o toque suave e sensual que pareceu SER REAL, pois fez vc tremer, sentir o suor descendo pelo rosto, o coraçao e a respiraçao desordenados: ERA VIRTUAL. Com um clic, a luz se apaga e tudo se esvaece...
O relógio continuou, a luz do sol brilhou, com bocejo acordou e de tudo se esquece......